“Working with movies - moving people and their ideas”

Esta metodologia de trabalho vai permitir ligar os dois aspetos fundamentais deste projeto. Estudantes e professores vão-se concentrar em questões sociais, por um lado, e vão desenvolver competências digitais, por outro. O cinema é definido como uma conexão central para estas duas questões, uma vez que é um produto de arte que expressa todos os estágios da vida social e utiliza equipamentos digitais para o seu resultado. Como principais atores do nosso projeto, os alunos irão observar filmes relacionados com os temas que definimos a partir de exemplos nacionais e internacionais e realizarão quatro filmes curtos durante as quatro trocas de estudantes de curto prazo.

Pretendemos que a forma interdisciplinar de trabalho e as atividades alargadas da nossa parceria proporcionem um maior envolvimento dos nossos alunos na conceção da sua própria aprendizagem e que as competências adquiridas ajudem à sua futura integração no mercado europeu.

O tópico a abordar durante o encontro a realizar no nosso agrupamento de escolas é People with disabilities or special needs (Pessoas com deficiências ou necessidades especiais) e tem para nós toda a pertinência pois a inclusão faz parte das nossas principais preocupações educativas.

Porque valorizamos as diferenças e acreditamos que ninguém é igual a ninguém. Todos somos especiais e únicos. Afinal ser diferente é bom e desejável!

Com este mote pretendemos exaltar as diferenças humanas e salientar o benefício mútuo da convivência entre indivíduos com capacidades diferentes. Não se trata, pois, de eliminar as diferenças, mas sim de aceitar a existência com diferentes modos de ser dentro de um contexto social que possa oferecer a cada um dos seus membros as melhores condições para o desenvolvimento máximo das suas capacidades.

Entre uma pessoa portadora de deficiência e uma pessoa não portadora de deficiência é mais o que os une do que aquilo que os separa.

Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência

A Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência constitui um marco histórico na garantia e promoção dos direitos humanos de todos os cidadãos e em particular das Pessoas com Deficiência.

A Convenção reafirma os princípios universais (dignidade, integralidade, igualdade e não discriminação) em que se baseia e define as obrigações gerais dos Governos relativas à integração das várias dimensões da deficiência nas suas políticas, bem como as obrigações específicas relativas à sensibilização da sociedade para a deficiência, ao combate aos estereótipos e à valorização das pessoas com deficiência.

Os princípios emanados na Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência são os instrumentos que devemos implementar para desconstruir o preconceito e derrubar as barreiras físicas, sociais e culturais que existem relativamente às pessoas com deficiência.

“Working with movies - moving people and their ideas” pretende, acima de tudo “mover ideias” ajudando a construir uma sociedade mais justa e mais fraternal.

“(…) as pessoas e os grupos sociais têm o direito a ser iguais quando a diferença os inferioriza, e o direito de ser diferentes quando a igualdade os descaracteriza.”

(Boaventura de Sousa Santos)